EPISÓDIO XXV – O SILÊNCIO DOS INOCENTES

Certa vez, um recenseador tentou me testar.
Eu comi seu fígado com alguns feijões de fava e um bom Chianti.
Dr. Hannibal Lecter

A estagiária do F.B.I Clarice Starling, que fora interpretada pela atriz Jodie Foster, trabalha duro para provar o próprio valor, enquanto que é designada pelo diretor da Unidade de Ciências Comportamentais da agência, Jack Crawford, que fora interpretado pelo ator Scott Glenn, para que busque pistas com o Dr. Hannibal Lecter, que fora interpretado pelo ator Sir Anthony Hopkins, um psiquiatra preso em um presídio de segurança máxima em total isolamento por ser um assassino em série que canibalizou as próprias vítimas, para encontrar um outro assassino em série que foi batizado pela mídia de “Buffalo Bill”, que fora interpretado pelo ator Ted Levine. Mas será que a Clarice com a experiência e psicopatia do Dr. Lecter, conseguirá elucidar o caso ou se tornará apenas em mais um cordeiro?
O filme foi uma adaptação do roteirista Ted Tally do romance homônimo lançado em 1988 pelo escritor Thomas Harris.

O Filme “The Silence of The Lambs” (1991) possui uma nota de 8,6 no IMDB e uma audiência de 95% no Rotten Tomatoes. Este longa-metragem é o 21º filme na lista de filmes mais bem avaliados pelos usuários do site IMDB de todos os tempos.

Durante a preparação para o papel, Sir Anthony Hopkins estudou arquivos de assassinos em série. Além disso, ele visitou as prisões e estudou assassinos condenados e esteve presente durante algumas audiências no tribunal sobre horríveis assassinos e assassinatos em série. Uma das inspirações de quem ele tomou como referência para interpretar o Dr. Hannibal Lecter foi um amigo seu em Londres que raramente piscava ao falar, o que enervava qualquer pessoa ao seu redor.

O longa-metragem recebeu sete indicações ao Oscar no ano de 1992 e venceu em cinco categorias: Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Diretor e Melhor Roteiro. Foi o terceiro e último filme a vencer as cinco maiores premiações desde “Aconteceu Naquela Noite” (1934) e “Um Estranho no Ninho” (1975).

O longa-metragem possui três continuações: “Hannibal” (2001); “Dragão Vermelho” (2002) “Hannibal, a Origem do Mal” (2007). Esse último foi roteirizado pelo próprio autor do romance Thomas Harris.

Depois que Lecter foi transferido de Baltimore, o plano era vesti-lo com um macacão amarelo ou laranja. Sir Anthony Hopkins convenceu o diretor Jonathan Demme e a figurinista Colleen Atwood de que o personagem pareceria mais clínico e inquietante se estivesse vestido de branco puro. Desde então, Hopkins disse que tirou a ideia de seu medo de dentistas.

Reservado e tímido, o autor Thomas Harris recusou a oportunidade de se envolver neste filme, embora desejasse ao elenco e à equipe muita sorte com a adaptação.

A personagem Clarice Starling foi escolhida pela American Film Institute como o sexto maior herói do cinema dentre cem personagens, ela foi a mulher com melhor classificação na lista. Já o Dr. Hannibal Lecter foi escolhido como o maior vilão do cinema, também dentre cem.

PRÊMIOS E INDICAÇÕES

Vencedor

OSCAR (1992)

Melhor Filme, Edward Saxon, Kenneth UttRon Bozman, Melhor Ator, Anthony Hopkins, Melhor Atriz, Jodie Foster, Melhor Diretor, Jonathan Demme, e Melhor Roteiro Adaptado, Ted Tally.

Indicado

OSCAR (1992)

Melhor Trilha Sonora, Tom FleischmanChristopher Newman, e Melhor Edição, Craig McKay.

e recebeu mais outros sessenta e quatro prêmios e mais quarenta e nove indicações.

 

Nota geral:

 

Mais sobre:

Nos encontraremos novamente em quinze dias.

Até mais.

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Site Footer