EPISÓDIO VIII – ANIMAIS NOTURNOS

O Amor cheira a morte

Bataille

Susan, que foi interpretada pela Amy Adams, é uma negociante de arte que se sente cada vez mais distante do marido Hutton, que foi interpretado por Armie Hammer, até que certo dia, recebe um manuscrito de autoria de Edward, que foi interpretado por Jake Gyllenhaal, o primeiro marido dela. O livro narra a estória da personagem Tony Hastings, um homem que leva a esposa, que foi interpretada pela Isla Fisher, e a filha, que foi interpretada pela Ellie Bamber, para tirar férias, porém o passeio toma um rumo trágico ao cruzar o caminho de uma gangue. Durante a obscura leitura, Susan pensa sobre as razões de ter recebido o texto, descobre verdades dolorosas sobre si mesma e relembra traumas do próprio findado relacionamento.

O filme possui uma nota de 7,5 no IMDB e também uma audiência de 73% no Rotten Tomatoes.

Depois de Direito de Amar (2009) este é o segundo filme escrito e dirigido pelo estilista Tom Ford.

Originalmente o roteirista-diretor, Tom Ford, pretendia fazer dois filmes baseados no romance de Austin Wright: um que se afastasse da estória original da fonte e outro que fosse verossímil a ela.

A Focus Features pagou US$ 20 milhões pelos direitos de distribuição mundial após uma grande batalha de licitações em Cannes. Este é o valor mais caro já pago por um filme em um festival.

As referências de arte apresentadas no filme incluem; uma escultura de “cachorro-balão” de Jeff Koons, uma fotografia de Richard Misrach, uma peça de Mark Bradford, feita sob medida para o longa-metragem, uma escultura de Aaron Curry e um “móbile” de Alexander Calder, tudo que está na casa de Susan; uma pintura de John Currin na galeria dela. Grande parte do trabalho veio da coleção particular do diretor.

Durante a cena em que Susan termina com Edward devido a sua desilusão com o casamento, ele diz a ela “Quando você ama alguém, você resolve. Você não apenas joga fora. Você tem que ter cuidado com isso, você pode nunca mais conseguir de novo.”.

No final do filme, Susan tira a aliança antes de ir ao restaurante para se encontrar com Edward. Em teoria isso implica que o casamento de Susan com Hutton acabou e ela queria iniciar um novo relacionamento com o Edward.

Uma outra análise crítica por Thiago Leão.

PRÊMIOS E INDICAÇÕES

Venceu

GLOBO DE OURO (2017)

Melhor Ator Coadjuvante, Aaron Taylor-Johnson.

Indicado

OSCAR (2017)

Melhor Ator Coadjuvante, Michael Shannon.

GLOBO DE OURO (2017)

Melhor Diretor e melhor Roteiro, Tom Ford.

PRÊMIO BAFTA (2017)

Melhor Ator, Jake Gyllenhaal, melhor Ator Coadjuvante, Aaron Taylor-Johnson, melhor Roteiro Adaptado, Tom Ford, melhor Fotografia, Seamus McGarvey, melhor Edição, Joan Sobel, melhor Design de Produção, Shane Valentino e Meg Everist, melhor Trilha-sonora, Abel Korzeniowski, melhor Cabelo/Maquiagem, Donald Mowat e Yolanda Toussieng

entre outros…

 

Nota geral:

 

Mais sobre:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos encontraremos novamente em quinze dias.

Até mais.

 

 

 

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Site Footer